• Informe-se sobre a dispinibilidade em piscinas particulares

  • Cursos a decorrer

  • Inscrições abertas

  • Cursos em locais a combinar, mediante grupo de alunos suficiente

  • Disponível em Lisboa e no Algarve

Questões frequentemente colocadas

A minha filha parece aborrecida durante as aulas. Porque é que ela chora? Ela vai desenvolver medo à água?
Muitas, se não a maior parte das crianças, choram em algum ponto das aulas. É importante perceber que a sua filha NÃO irá chorar por estar magoada, ter medo, ou dor. Em vez disso, a sua filha pode estar a chorar por diversas razões. Em primeiro lugar, a sua filha está num ambiente completamente novo; mesmo que tenha uma piscina em casa, estar numa aula individual com uma nova pessoa é uma experiência diferente para a sua filha, e a sua filha pode estar simplesmente a reagir ao stress de se encontrar numa situação em que nunca esteve. A sua filha também está a ter novos desafios em termos físicos. Sempre que se aprende uma nova técnica, se for uma técnica física ou uma tarefa cognitiva, é difícil apreender nas primeiras vezes. Durante as aulas da ISR, a sua filha está a ser desafiada física e cognitivamente, e pode estar a reagir ao stress desse desafio. Mesmo que a sua filha chore em todas as aulas da ISR, não quer dizer que vá desenvolver medo da água. Na nossa experiência, mesmo aquelas crianças que choram ao longo das aulas adoram nadar e brincar na água com os pais fora do ambiente das aulas.
O que devo dizer ou fazer enquanto o Instrutor está a trabalhar com o meu filho?
A coisa mais importante que pode fazer é mostrar o seu incentivo, tanto verbal como com a sua linguagem corporal. Lembrando-se disto, siga sempre a liderança do Instrutor. Quando o Instrutor indicar que seu filho fez alguma coisa bem, comentários positivos mas breves são os melhores, como "Bom trabalho!" ou "Bem feito!" Mesmo apenas bater palmas e sorrir na altura certa, mostra ao seu filho que está com atenção e que está orgulhoso dos seus feitos. Depois da a aula, comentários mais detalhados, como "Fizeste um óptimo trabalho a flutuar sobre as costas" são úteis. O que NÃO diz durante as aulas é quase tão importante como o que diz. Por favor, não faça comentários que tenham o efeito dizer ao seu filho o que fazer durante a aula. Por exemplo, NÃO dê qualquer tipo de instrução, como "Flutua sobre as costas!" ou "Respira" ou "Nada até a parede!", mesmo que pareça que o Instrutor está a trabalhar uma técnica em particular. O Instrutor pode estar a trabalhar uma técnica diferente que para si não seja facilmente perceptível, e ouvir a sua ordem pode ser muito confuso para o seu filho. Mais importante de tudo, é fundamental que a criança aprenda a executar as técnicas de sobrevivência aquáticos sem a instrução verbal de ninguém. Se o seu filho cair na água sem vigilância, não haverá ninguém para lhe dizer para flutuar sobre as costas. A capacidade do seu filho para sobreviver a um acidente aquático depende da sua capacidade para desempenhar as técnicas de forma independente, sem nenhum tipo de ordem física ou verbal.
Devo trabalhar estas técnicas com o meu filho fora das aulas?
Não até que seja direccionado para o fazer pelo seu Instrutor. Trabalhar com o seu filho fora do ambiente de aula antes das aulas estarem pode ser contraproducente – poderá, inadvertidamente, reforçar as técnicas de forma errada. Peça ao Instrutor para lhe mostrar como desenvolver a boas práticas das técnicas e como brincar na água de forma que não afecte o que o seu filho tem aprendido no decorrer das aulas. Alguns instrutores vão permitir que entre na água com o seu filho durante uma das últimas aulas, para ensinar-lhe formas específicas para praticar e brincar com seu filho na água
A minha filha precisará de menos aulas da ISR por ter andado noutros programas de natação?
Não. A sua filha pode muito bem precisar de mais aulas, se teve algum tipo diferente de aulas antes do início da ISR. Se a sua filha participou em qualquer tipo de programa, onde tenha aprendido a flutuar verticalmente, como com dispositivos de flutuação, ou se praticou natação, com a cabeça fora de água, aulas adicionais podem ser necessárias para corrigir a postura corporal inadequada na água antes de poder nadar eficazmente. Ou, se a sua filha esteve num programa em que a ordem de nadar vinha da música, ou de mãe na água, a sua filha pode associar a natação a estas ordens físicas ou auditivas – nenhuma destas ordens vai lá estar se a sua filha cair na água sem vigilância. As crianças que tiveram programas de natação anteriores podem, e aprendem, técnicas de sobrevivência aquática, mas podem demorar mais até se tornarem totalmente independentes e qualificados em termos aquáticos.
O meu filho estava a evoluir bem nas aulas. Passámos um fim-de-semana na praia, e a primeira aula seguinte não correu bem. O que aconteceu?
Quando o seu filho esteva na praia, ele provavelmente encontrou água escura, ondas a bater, a areia molhada, e uma série de outros factores que fizeram a sua experiência aquática na praia muito diferente da sua experiência na piscina durante as aulas. Na praia, o seu filho recebeu uma série de mensagens suas ou de outras pessoas que são muito diferentes das mensagens que recebe durante as aulas da ISR – ele pode ter-se sentado ou ficado em zonas com pé, com água em movimento, ou pode ter sido levada ao colo pela água. Às vezes, fins-de-semana fora levam a horários diferentes para comer e dormir, o que também pode afectar a forma como as aulas correm durante a semana seguinte. Pela mesma razão, mesmo nadando na piscina com os amigos ou familiares durante o fim-de-semana pode afectar a forma como correm as aulas na semana seguinte, especialmente se a criança é colocada na água em posição vertical para jogar, ou se "flutua" através a água sobre a barriga com a cabeça fora de água. Isso não quer dizer que não deve ir à praia ou à piscina durante as aulas da ISR – simplesmente deve estar ciente do que o seu filho está a aprender, e estar preparado para que tenha aulas de reajustamento no início da semana seguinte.
O meu filho é deficiente físico. Pode participar nas aulas da ISR?
O fundador da ISR, Dr. Harvey Barnett, trabalhou com as crianças com diversas deficiências físicas e mentais. Muitas destas crianças concluíram com êxito o curso da ISR, e muitas vezes são particularmente orgulhosas da suas técnicas aquáticas! Se o seu filho tem uma deficiência física ou mental, pedimos-lhe para entrar em contacto directamente com a ISR para que possamos obter informações médicas mais detalhadas, e discutir consigo quais os instrutores na sua área que estão qualificados para ensinar o seu filho.
O meu filho vai esquecer o que aprendeu nas aulas da ISR?
A natação é uma técnica senso-motora – uma vez aprendida, não é esquecida. É como aprender a andar de bicicleta, uma vez que tenha aprendido a andar de bicicleta, saberá sempre como andar de bicicleta – mas andar de bicicleta, mas depois de muito tempo, ou andar de numa bastante maior, pode ser difícil a princípio. Da mesma forma, apesar de o seu filho não ir esquecer as técnicas de sobrevivência aquática, elas podem ser mais difíceis de executar se o seu filho tiver crescido significativamente, ou se seu filho estiver numa situação aquática diferente, como cair num rio ou lago, quando ele está habituado a nadar na piscina. É por isso que as aulas de refrescamento são importantes. As aulas de refrescamento ajudam a garantir que a criança pode realizar as técnicas num corpo maior, mais maduro, e ajudam a dar à criança confiança nas suas técnicas aquáticas. Confiança é fundamental. Uma pessoa que saiba nadar pode mesmo assim afogar-se se entrar em pânico na água. Ter confiança nas suas técnicas na água, e ter a capacidade de adaptação a uma variedade de diferentes situações aquáticas, é fundamental para a sobrevivência aquática.